Últimas Notícias do FluminenseFluminense no BrasileirãoJogos e Partidas do Fluminense

Defesa do Fluminense detém marca constrangedora no Brasileirão

Tricolor somente venceu um duelo

A temporada 2024 tem sido uma das mais angustiantes vividas pelo Fluminense na última década. Após erguer dois títulos internacionais, o Tricolor das Laranjeiras assumiu o protagonismo de forma negativa no Brasileirão. Após 15 rodadas, o elenco comandando por Mano Menezes detém a terceira pior defesa da competição, sofrendo gols em todos os jogos disputados até o momento.

Para se ter noção da oscilação apresentada por Germán Cano e companhia, a defesa do Fluminense foi vazada em 1,5 gol por duelo. Em continuidade, até quando conquistou sua única vitória no Brasileirão, contra o Vasco, o Tricolor das Laranjeiras apresentou oscilações no sistema defensivo. No mais, o plantel de Mano Menezes fica atrás apenas dos cruzmaltinos e Vitória.

Confira o ranking de piores defesas do Brasileirão 2024:
  • 1º Lugar: Vasco da Gama – 26 gols sofridos em 15 jogos
  • 2º Lugar: Vitória – 24 gols sofridos em 15 jogos
  • 3º Lugar: Fluminense e Atlético-MG – 23 gols sofridos em 15 jogos
  • 5º Lugar: Criciúma e Atlético-GO – 21 gols sofridos em 15 jogos
  • 6º Lugar: Cuiabá e Corinthians – 20 gols sofridos em 15 jogos
  • 8º Lugar: Juventude – 19 gols sofridos em 15 jogos
  • 9º Lugar: Bahia e Bragantino – 18 gols sofridos em 15 jogos
  • 11º Lugar: Cruzeiro e Grêmio – 17 gols sofridos em 15 jogos
  • 13º Lugar: São Paulo – 16 gols sofridos em 15 jogos
  • 14º Lugar: Flamengo – 15 gols sofridos em 15 jogos
  • 15º Lugar: Botafogo e Fortaleza – 14 gols sofridos em 15 jogos
  • 17º Lugar: Athletico-PR – 13 gols sofridos em 15 jogos
  • 18º Lugar: Palmeiras e Internacional – 11 gols sofridos em 15 jogos
Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense e a promessa de mudança no Brasileirão

Com apenas uma semana no cargo de treinador do Fluminense, Mano Menezes realizou pouco mais de quatro treinos junto a seus novos jogadores. Reconhecendo a necessidade de mudanças na dinâmica do plantel, o treinador fez questão de deixar claro o compromisso coletivo em corrigir os erros o mais rápido possível.

“Não fizemos treinos suficientes para resolver esses problemas defensivos e ofensivos. Vamos conseguir fazer isso depois do jogo contra o Criciúma, onde vamos parar por 10 dias. Ficamos chateados porque o momento é onde tudo custa caro. Mas temos que saber o que vamos cobrar e como vamos nos cobrar. Mostrar o caminho para as soluções”, disparou Mano.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo