Últimas Notícias do Fluminense

Daniel Alves achou que sairia rapidinho da cadeia, agora se complicou ainda mais após exigência

O Ministério Público de Barcelona anunciou que apelará da decisão judicial que condenou o futebolista Daniel Alves a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual. A intenção do MP é solicitar um aumento da pena imposta pela 21ª Seção da Audiência de Barcelona.

Segundo reportagens do El Períodico e da AFP, o MP contesta a consideração dos 150 mil euros (cerca de R$ 805 mil) pagos por Alves como um fator atenuante. Esse valor, oriundo de uma contribuição da família de Neymar, foi utilizado para atenuar a sentença inicial do jogador.

A quantia foi transferida por Neymar da Silva Santos, pai do atacante do Al-Hilal, que confirmou a doação como uma forma de auxílio ao amigo. O depósito foi feito antes da conclusão do julgamento, destinado à vítima como parte da reparação, independentemente do desfecho do caso.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Defesa de Daniel Alves também deve recorrer

Além da apelação do MP, espera-se que a defesa de Daniel Alves, liderada pela advogada Inés Guardiola, também recorra, buscando a absolvição do atleta. Alves foi condenado após a Justiça espanhola considerar comprovado que houve violação do consentimento da vítima, baseando-se em evidências além do testemunho da denunciante.

Após a sentença, Alves foi submetido a uma liberdade vigiada de cinco anos após o cumprimento da pena, com a obrigação de manter distância da vítima e pagar uma indenização por danos morais e físicos, além das custas processuais. Detido desde 20 de janeiro de 2023, o jogador permanece na prisão Centro Penitenciário Brians 2, nas proximidades de Barcelona, aguardando o processo de apelação.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo