História do Fluminense

Copa Rio de 1952: Fluminense campeão invicto

Relembre os detalhes sobre a Copa Rio de 1952, onde o Fluminense Football Club terminou como campeão invicto da competição. O torneio é um dos feitos mais impressionantes da história da equipe tricolor, tendo em vista que, na época, era tratado como um Mundial de Clubes por toda a imprensa brasileira e sua torcida, elevando ainda mais a importância dessa taça.

A competição de nível internacional ganhou a sua primeira edição no ano anterior, recebendo esse nome por ser patrocinada pela Prefeitura do Rio de Janeiro. Vale relembrar que, na época, os veículos de comunicação local adotaram apelidos de peso para o torneio, como “Torneio Mundial de Campeões” ou “Campeonato Mundial de Clubes”.

Copa Rio de 1952 contou com gigantes mundiais

A edição da Copa Rio de 1952 contou com oito participantes e mais duas equipes que foram convidadas mas não participaram. O Grupo Rio de Janeiro era composto pelo Penãrol, campeão uruguaio de 1951, Grasshopper Club, Campeão suíço da temporada 1951/52, Fluminense, campeão carioca de 1951, e Sporting, campeão português da temporada 1951/52.

Enquanto isso, Já no Grupo São Paulo, estavam o Saarbrücken, vice campeão alemão ocidental na temporada de 1951/52 (o time adquiriu a vaga por ser finalista na época e o adversário por lá não poderia participar do torneio), Libertad, vice campeão paraguaio de 1952, (liderava a competição na época do convite), Corinthians, campeão paulista de 1951, e Austria Viena, vice campeão austríaco da temporada 1951/52 (liderava o campeonato na época do convite).

A Juventus, campeã italiana de 1951/1952, e o Racing, campeão argentino de 1951, também foram convidados, mas não participaram do torneio.

Fluminense campeão Mundial invicto

Durante a primeira fase, em modo de grupos, o Fluminense levou a melhor de um lado e o Corinthians ficou em primeiro do outro lado. Além deles, quem também se classificou foi o Peñarol e o Austria Viena. Vale ressaltar que ambos os brasileiros encerraram a participação na fase em questão invictos. O Tricolor das Laranjeiras, Venceu os suíços e os uruguaios, empatando contra os portugueses.

Nas semifinais, em partidas de ida e volta, o Austria Viena não teve chance contra o Fluzão. No primeiro jogo, 1 a 0, que foi seguido de um histórico 5 a 2 no confronto de volta. Já nas finais, o time carioca encontrou o Corinthians, vencendo a partida de ida por 2 a 0 e empatando a de volta por 2 a 2, se sagrando campeão da Copa Rio de 1952 sem perder jogo algum.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O time base do Tricolor durante toda a competição era lendário, formado por: Castilho; Píndaro, Pinheiro (Nestor), Jair, Edson, Bigode, Telê (Robson), Didi, Marinho, Orlando Pingo de Ouro e Quincas. Técnico: Zezé Moreira.

Copa Rio de 1952 vale como Mundial de Clubes?

É certo que a competição de nível intercontinental tinha uma relevância gigantes para a época, fazendo com que houvesse a ligação dela com a Copa Toyota, ou os Intercontinentais, disputados antes do Mundial de Clubes da FIFA ser estabelecido, em 2005. No entanto, a Copa Rio, assim como os outros sorteios citados não é considerada como equivalente ao formato atual.

Mesmo assim, em 2014, a FIFA acabou reconhecendo, por meio do então presidente, Joseph Blatter, como uma competição mundial, apesar de deixar claro que não se equipara ao torneio atual. Na época, o pronunciamento da entidade máxima do futebol parou o mundo com sua atualização sobre o caso.

A FIFA reconhece e valoriza as iniciativas de se estabelecer competições de clubes em nível mundial através da história. Esse é o caso dos torneios envolvendo clubes europeus e sul-americanos, tais como a pioneira Copa Rio, disputada em 1951 e 1952, e a Copa Intercontinental“, disse a FIFA.

Botão Voltar ao topo