Últimas Notícias do FluminenseFluminense na Libertadores

Conmebol faz de tudo para estragar festa do Fluminense

Passou rápido, hein… Para quem celebrou a classificação em cima do Internacional e, depois, aguardou a liberação da venda de ingressos, a final da Copa Libertadores é logo ali. O Fluminense enfrenta o Boca Juniors, da Argentina, no Maracanã, a partir das 17 horas do próximo sábado. Antes, porém, ainda há compromissos pelo Brasileirão.

Já neste final de semana, o Fluminense visita o Atlético Mineiro, na Arena MRV, às 22 horas do sábado. Três dias depois, o último confronto antes da decisão é na Arena Castelão, onde o Tricolor duela com o Bahia, às 19 horas. O treinador Fernando Diniz viajou a Minas Gerais com a presença de alguns titulares somente e, durante a semana, tende a utilizar nenhum sequer.

Vai prejudicar o Tricolor?

A torcida do Fluminense, sem possibilidade de uma “despedida” às vésperas da decisão com um jogo em casa, organiza a festa para o 04 de Novembro em dois sentidos. Os agraciados com a compra ou convite para comparecer a Final em pleno Maracanã e nas Laranjeiras, a partir da realização de um super evento com um telão, claro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O jornalista Victor Lessa, por outro lado, não garante a execução da segunda opção. O Fluminense ainda tenta a liberação para colocar um telão nas Laranjeiras junto da Conmebol. A entidade, até o momento, está mais curvada a vetar e, com isso, estragar a festa de quem não teve a oportunidade de comparecer ao Maracanã.

O Fortaleza, finalista na Copa Sul-Americana, também sofreu nas mãos da Conmebol, só que viu o Governo participar de forma decisiva ao planejar um evento público por conta própria. Os políticos do Rio de Janeiro, então, têm a possibilidade de ajudar o Fluminense, que dificilmente terá um telão nas Laranjeiras.

Fábio

Apaixonado por futebol desde os primeiros passos, sou mais um dos que tiveram o sonho de se tornar jogador interrompido por lesões (é verdade, operei o LCA duas vezes), mas também, claro, por outros inúmeros motivos. Tento, no Jornalismo, manter o meu contato com o esporte que amo com uma escrita diferenciada e única.
Botão Voltar ao topo