História do Fluminense

Conheça a história do Clássico dos Gigantes

Conheça mais sobre a história do Clássico dos Gigantes, que envolve duas das maiores equipes de todo o cenário nacional do futebol. O Rio de Janeiro sempre foi um dos maiores berços de todo o esporte brasileiro e isso não é novidade alguma. Com as equipes do estado se destacando com títulos e histórias inimagináveis no decorrer das suas vidas centenárias.

O confronto histórico entre o Fluminense Football Club e o Club de Regatas Vasco da Gama, inclusive, acaba tomando um papel de destaque dentro do cenário carioca e também no nacional, já que os times já conquistaram as maiores honrarias da América do Sul. Além disso, em mais de 100 anos de história, foram diversos os momentos em que os dois protagonizaram momentos épicos.

“Clássico dos Gigantes” surgiu de uma votação popular

Normalmente os clássicos ao redor do país costumam ter alguns nomes históricos que foram ‘pegando’ no decorrer das décadas após ideias de jornalistas e colunistas que cobriam o futebol do Brasil. Mas, o Clássico dos Gigantes tem uma origem bem diferente do habitual, já que surgiu com uma votação popular, no começo do século, ficando eternizado para sempre com esse nome.

Em 2006, a Revista Lance! acabou fazendo uma espécie de disputa para definir um nome para o clássico entre Vasco da Gama e Fluminense. Sendo assim, em 17 de maio, após mais de uma semana de participação dos torcedores das equipes em votação, ficou decidido que esse seria o apelido do duelo dali em diante.

Histórico do duelo carioca

O primeiro confronto entre as duas equipes aconteceu em 1923 e quem acabou comemorando foi a torcida cruzmaltina. Em 11 de março daquele ano, os clubes jogaram dentro do Campo da Rua Figueira de Melo, em uma partida amistosa. O placar final foi de 3 a 2 para o time preto e branco, que teve Negrito como seu maior destaque, com dois tentos. Torterolli marcou o outro e, do lado tricolor, Henry Welfare balançou as redes duas vezes.

A primeira vez que o Clássico dos Gigantes aconteceu no Estádio das Laranjeiras, em 20 de maio do mesmo ano, o Vasco também saiu vitorioso. Em 3 de julho de 1927, aconteceu o primeiro duelo entre os dois clubes dentro do Estádio de São Januário, com um empate em 2 a 2.

O maior período de invencibilidade dentro do clássico pertence ao Fluminense, que teve 13 jogos sem perder para o Vasco da Gama entre 21 de abril de 1969 e 25 de julho de 1971. Na época, foram oito vitórias e cinco empates que fizeram o Tricolor das Laranjeiras ostentar o maior destaque. Do lado Cruzmaltino, a estatística só vai até 10 jogos sem perder para o rival.

Entre os jogos com placares mais elásticos, quem leva a vantagem é o time de São Januário. Em 9 de novembro de 1930, o Vasco aplicou um impiedoso 6 a 0 em cima do maior rival. Já do lado Tricolor, o melhor resultado foi um 6 a 2 em 11 de maio de 1941. A partida com mais gols na história do Clássico dos Gigantes aconteceu em 6 de abril de 1947, na inauguração do Estádio da Rua Bariri. Na ocasião, o Fluzão venceu o adversário por 5 a 4.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O confronto histórico também já passou por dez cidades em sua história: Rio de Janeiro, Arraial do Cabo, Niterói, São Francisco de Itabapoana, Teresópolis, Volta Redonda, todas no Rio de Janeiro. Além delas: Brasília (Distrito Federal), Florianópolis (Santa Catarina), Juiz de Fora (Minas Gerais) e Manaus (Amazonas).

Maiores destaques do Clássico dos Gigantes

Em toda a história do Clássico dos Gigantes, o maior goleador é do lado cruzmaltino, com o lendário Roberto Dinamite tendo marcado 36 vezes. Já do lado do Fluminense, quem mais marcou no duelo foi Waldo, com 12 bolas na rede. Vale lembrar que o milésimo gol do confronto foi marcado por Thiago Neves, na vitória do time das Laranjeiras por 2 a 1, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2012.

O duelo mais importante entre as duas equipes aconteceu em 1984. Na ocasião, o Clássico dos Gigantes decidiu o Campeonato Brasileiro e, na época, quem se deu melhor foi o Fluminense. Romerito marcou para a vitória simples no jogo da ida e o empate sem gols na volta garantiu que o Tricolor chegasse ao topo do cenário nacional.

Botão Voltar ao topo