Fluminense na Libertadores

Confirmado! Fluminense terá reforço colossal para vencer a Libertadores

Na última segunda-feira (18), o Fluminense acompanhou de perto o sorteio feito pela Conmebol, sobre os grupos da Copa Libertadores da América, descobrindo seus próximos adversários na competição. Vale ressaltar que as possibilidades já colocavam o clube carioca em destaque, considerando ser um dos cabeças de chave, após o título conquistado no ano anterior.

Pensando nisso, a torcida do Fluminense pode se empolgar e sonhar com a continuidade no torneio, considerando que a última derrota do Tricolor como mandante na Libertadores foi há quase 3 anos. Ao comando do técnico Fernando Diniz, a equipe carioca enfrentará o Cerro Porteño, o Colo-Colo e o Alianza Lima, fugindo de um possível “grupo da morte”.

Na temporada de 2021, na fase de grupos, o Fluminense acabou sofrendo uma derrota por 2 a 1 para o Junior de Barranquilla, em casa, no estádio Maracanã. De maneira curiosa, foi a única derrota do clube carioca no estádio em todo século XXI. Outro detalhe importante, é que a partida foi sem público, considerando que os jogos eram realizados durante a pandemia de Covid-19.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense acumula importante retrospecto

No entanto, com torcida, o Fluminense jamais foi derrotado neste século no Maracanã, em confrontos pela Copa Libertadores da América. Assim, utilizará o importante retrospecto para ir em busca de uma nova taça. Vale ressaltar que, ainda na temporada de 2022, o estádio do Rio de Janeiro foi escolhido para a final, como um local neutro, algo que parece ter atraído ainda mais energias ao Tricolor.

No estádio, o Fluminense superou o Boca Juniors. Na temporada de 2024, a equipe já iniciou com o pé direito no local, conquistando a Recopa Sul-Americana ao comando de Diniz. O treinador, no entanto, ainda lida com algumas ausências, lesões, e acabou ficando de fora da final do Campeonato Carioca. Ainda assim, entende a importância de contar novamente com os titulares.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo