Últimas Notícias do FluminenseDestaquesMercado da Bola do Fluminense

Clube mineiro acerta a contratação de lateral do Fluminense

Atleta estava sem espaço nas Laranjeiras


Na última segunda-feira (22), o Fluminense se desfez de outra peça sem utilidade para a temporada do técnico Fernando Diniz. Trata-se do lateral-esquerdo Marcos Pedro, que assinou vínculo de empréstimo com o Tombense até o final de 2024. A iniciativa de ceder seus jogadores visa conquistar rodagem e valorização no mercado de transferência, além de enxugar o elenco do Tricolor das Laranjeiras.

Segundo o jornalista Venê Casagrande, as diretorias de Fluminense e Tombense chegaram em um consenso sem muitas barreiras no meio do caminho. Por não ter espaço ao lado de Germán Cano e companhia, Marcos Pedro fez suas malas para auxiliar o elenco que disputa a terceira divisão do Campeonato Brasileiro 2024.

– “O Fluminense acertou o empréstimo do lateral esquerdo Marcos Pedro para a Tombense até o fim do ano. O jogador tem 22 anos e sem espaço no elenco, com apenas dois jogos pelo Flu nesta temporada. Em 2023, ele foi emprestado para Volta Redonda e Londrina“ – escreveu Venê.

Os primeiros passos de Marcos como jogador foram dados no Fluminense, clube que detém 125 partidas, com cinco gols marcados e sete assistências na conta. No mais, conta com passagens por Londrina e Volta Redonda, além de ter erguido os títulos do Campeonato Carioca (2022 e 2023), Carioca Sub-17 (2018) e Carioca Sub-20 (2021).

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense e outros empréstimos

Sem conseguir se destacar dentre dos demais jogadores, o lateral-direito Jhonny e o meia Yago Ferreira renovaram seus contratos com o Fluminense, mas foram emprestados ao Coritiba para a disputa da Série B. Sobretudo, o clube de Xerém estabeleceu vínculo até dezembro de 2024, mas com opção de compra estabelecida. Segundo Diniz, seu trabalho passa a ser mais eficiente com grupos reduzidos.

– “Eu não gosto de elenco muito cheio. Porque os jogadores costumeiramente jogam pouco. Em determinado momento, acaba ficando menos densa a temporada, e ai você vai fazer a lista e alguns jogadores importantes que não são relacionados. Mas para temporada eu gosto de ter pelo menos ter dois times bem equilibrados, mas não gosto de ter um elenco tão cheio quanto temos hoje” – disse o comandante.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo