Destaques

Clube da Arábia Saudita pode deixar o Flamengo mais rico do que nunca

A presença da Arábia Saudita no mercado de transferências tem sido cada vez mais notável nesta temporada, e agora esse interesse também está se estendendo ao mercado sul-americano.

Anteriormente, o assédio dos clubes árabes aos times brasileiros já era forte, mas agora com a janela de transferências fechada para o Brasil, as ofertas têm sido constantes e podem representar um desafio para os clubes brasileiros em encontrar reposições para seus jogadores vendidos.

Isso ocorre pois a janela brasileira já está fechado, diferente da árabe que só se encerra dia 17 de setembro, e com os altos valores fica quase que “irrecusável”.

Jogadores do Flamengo estão no páreo 

Um dos times que tem sido alvo de ofertas é o Flamengo, um clube conhecido por seu elenco estrelado. Recentemente, o atacante Pedro teria recusado uma oferta astronômica do Al Hilal, que ofereceu um salário muito alto e uma ótima bonificação financeira para o Flamengo, mas a negociação não avançou devido à decisão do jogador.

Outra oferta, essa mais recente, foi a recebida pelo Flamengo pelo zagueiro Léo Pereira, que teria sido alvo do Al Nassr, clube de Cristiano Ronaldo.

Segundo o jornalista Venê Casagrande a proposta oferecida pelo Al Nassr foi de cerca de 13,5 milhões de euros, o que seria uma quantia irrecusável para o Flamengo, representando quase 100 milhões de reais, deixando o Flamengo ainda mais confortável financeiramente.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No entanto, a saída de Léo Pereira geraria um problema para o Flamengo, pois a janela de transferências está fechada e o clube não teria peças de reposição disponíveis para ocupar o lugar do zagueiro.

Com isso, caso Léo Pereira vá para Arábia ele iria fazer companhia a grande safra de craques que a liga está montando. 

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo