Últimas Notícias do Fluminense

CBF avisa o Fluminense e prepara final da Libertadores com portões fechados

A situação da final da Copa CONMEBOL Libertadores deste ano é preocupante. Torcedores do Fluminense e do Boca Juniors estão entrando em conflito na Fan Zone, que está situada em Copacabana. Desta forma, a entidade convocou representantes de ambos os clubes e da CBF para uma reunião na sexta-feira, na Barra da Tijuca.

O presidente da entidade nacional, Ednaldo Rodrigues, expressou sua opinião e inclusive abordou a possibilidade de realizar a final com portões fechados no sábado, no Maracanã.

“Reunião para pregar paz. Futebol é alegria. Aqueles que estão sem esse propósito é melhor não ir para o jogo. Assista pela TV. O que se colocou é que, vamos com os espíritos desarmados de qualquer tipo de violência e que possa conviver bem as duas torcidas. Tanto o presidente do Fluminense quanto do Boca Juniors, quanto da AFA e da Conmebol, pregam paz. A CBF também quer paz nos estádios”, afirmou o presidente da CBF.

Além disso, Ednaldo Rodrigues comentou sobre a possibilidade de jogar a final da Libertadores com portões fechados: “Vai depender dos torcedores. A partir de agora, os torcedores tem que se unir em torno do paz porque a segurança está acima de tudo. Se por acaso não tiver essa paz, é lógico que pode ter a possibilidade de ser sem público”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

CONMEBOL está preocupada com Boca Juniors e Fluminense

A CONMEBOL está evitando tomar medidas mais extremas. A final será transmitida para mais de 150 países e contará com a presença do presidente da FIFA, Gianni Infantino, e do presidente da UEFA, Aleksander Čeferin.

Segundo informações do site ge, a entidade do futebol Sul-Americano está incentivando os clubes e as confederações a tomarem a iniciativa para conter a violência. O presidente, Alejandro Domínguez, mantém contato constante com o governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro, e o ministro da Justiça, Flavio Dino.

O Fluminense alega que os problemas de segurança pública não são de sua responsabilidade. Além disso, eles comunicaram à CONMEBOL sobre o risco de conflitos há dez dias. Por outro lado, os dirigentes do Boca demonstraram insatisfação com a segurança dos torcedores no Rio de Janeiro e com as ações da polícia.

Portanto, caso a situação não seja resolvida, a CONMEBOL poderá sim fazer a partida com portões fechados, sendo uma grande derrota para o futebol Sul-Americano e mundial. No entanto, a situação está preocupante no Rio de Janeiro.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo