Fluminense na Libertadores

Cartomante entrega destino do Fluminense na fase de grupos da Libertadores

O Fluminense chega para a temporada de 2024 como o atual campeão da Copa Libertadores da América, e na última segunda-feira (18), conheceu seus primeiros adversários, retornando à competição. No sorteio realizado pela Conmebol, o Tricolor já aparecia em destaque, sendo sorteado no primeiro grupo, ao lado de Cerro Porteño, Colo-Colo e Alianza Lima.

Aos torcedores que já estão estão de olho nas possibilidades, confiando em diversas crenças e superstições, o canal ‘MT Tarot’ detalhou o possível destino do time na fase de grupos: “Fluminense tem a cigana e tem a estrela, cartas boas”. Estrela é carta de sucesso, de sorte e de avanço. Acredito que vai ter um emocional controlado, muito apoio da torcida, um coração com muita vontade, sangue no olho”.

O Cerro Porteño, as cartas não concretizam muitas coisas, uma espécie de neutralidade. O Alianza Lima pode ter um bom desempenho, mostrando razão, técnica, inteligência, além de proporcionar um destaque a algum nome do elenco, seja jogador ou treinador. O Colo-Colo saiu com a cobra e a chave, ou seja, um rival pode acabar prejudicando seu time, alguma situação que o complique.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense vai em busca da segunda taça da Libertadores

Assim, de acordo com as análises de ‘MT Tarot’, o Fluminense chega com favoritismo para avançar à próxima etapa, possivelmente como o líder do grupo. Enquanto isso, o Alianza Lima também conta com vibrações positivas sobre o avanço. No caso do Cerro Porteño, ela cita que alguma novidade pode aparecer, antes que os desafios aconteçam na competição.

Desta vez, o torcedor do Fluminense pode não considerar ter caído em um grupo da “morte”, algo que gera certo alívio, diante da qualidade do elenco. Para conquistar o título no ano anterior, o Tricolor derrotou o Boca Juniors na decisão, que por coincidência, acabou acontecendo no Maracanã. Agora, vai em busca de sua segunda taça da história.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo