Últimas Notícias do FluminenseDestaquesFluminense no BrasileirãoJogos e Partidas do Fluminense

Cano vive seca de gols histórica no Fluminense e pode ser vendido

Argentino não marca gols há mais de um mês

Os trabalhos de Fernando Diniz já não estão rendendo bons frutos e o exemplo mais eficiente está nas oscilações apresentadas por Germán Cano e companhia. Atual “Rei da América”, o centroavante tem enfrentado dificuldades em se firmar na atual temporada, contabilizando oito partidas sem estufar as redes adversárias.

Artilheiro do Fluminense nas últimas duas temporadas, Cano tem números discretos no ano de 2024, mas muito se deve às lesões sofridas pelo argentino. Em resumo, o camisa 14 não sabe o que é balançar as redes desde o dia 4 de maio, quando o Tricolor das Laranjeiras empatou com o Atlético-MG por 2 a 2, em Cariacica.

Com dores no joelho após entorse sofrida em março, o principal jogador do Fluminense permanece em evidência, mas liga o sinal de alerta do departamento de futebol tricolor. Na atual temporada, Germán Cano disputou 22 partidas, marcando cinco gols e assinando dois passes. Em continuidade, ainda ergueu a taça da Recopa Sul-Americana.

“Fluminense vai ter que contratar outro centroavante na janela. E com perfil diferente, mais alto e forte fisicamente pra segurar a bola no pivô e ser referência na área. A carreira do Cano em alto nível provavelmente se encerrou. Não tem um jogo bom no ano, erra tudo o que tenta”, escreveu um torcedor em seu perfil no X, antigo Twitter.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Diniz sai em defesa de Cano

Ao ser questionado sobre a seca enfrentada pelo artilheiro do plantel, Fernando Diniz revelou pontos importantes sobre a fase do craque. Segundo o treinador, a temporada tardia (férias adiadas por conta do Mundial de Clubes) fez com que muitos jogadores demorassem para adquirir ritmo de jogo e o mesmo aconteceu com o atacante.

“O Cano também está passando por um momento difícil, é acostumado a fazer muitos gols, principalmente depois que cheguei. Ele viveu o apogeu da carreira até agora no ano passado. Quando acontece esse tipo de evento é sempre mais difícil retomar. Ele está se esforçando. É um jogador que a gente acredita. É um cara que a gente é grato a ele, é um grande ser humano”, disparou Diniz.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo