DestaquesÚltimas Notícias do Fluminense

Cano se recusa a vestir camisa da Argentina em clássico contra o Brasil

Nascido em Lomas de Zamora, na Argentina, o atacante Germán Cano, apesar de ter começado sua carreira e jogado em diversos times em solo argentino, nunca conseguiu ter tanto sucesso em seu país natal e mesmo com seu destaque fora da Argentina, nunca recebeu chances na seleção principal de seu país.

Entretanto, o jogador revelado pelo Lanús é um grande apaixonado pelo futebol e principalmente pelo futebol argentino, chegando a acompanhar junto de sua família a Seleção ganhando a Copa do Mundo no Qatar em 2022, na qual até mesmo torcedores pediram a convocação do jogador para a competição, após quebrar recordes em solo brasileiro.

E na última terça-feira (21), no superclássico entre Brasil e Argentina realizado no Maracanã, o jogador do Fluminense não poderia ficar de fora. Levando seu filho Lorenzo, no qual homenageia com a comemoração do “L”, o atacante apresentou um fato curioso em sua chegada ao estádio, onde não estava com sua camisa da Argentina para a partida.

Cano não usa camisa da Argentina e causa curiosidade

Apesar de torcer bastante para a Argentina, o centroavante criou uma forte identificação com o país vizinho, o Brasil, onde chegou em 2020 depois de anos de destaque no Independiente Medellin da Colômbia para o rival Vasco. Apesar das boas temporadas no rival do Flu, foi no Tricolor que o jogador se transformou.

Chegando em 2022, Germán Cano já está nas mais altas prateleiras de ídolos do Flu na história, onde conquistou a Libertadores e o bicampeonato carioca de 2022 e 2023. Mostrando respeito ao país onde estava acontecendo o jogo, apesar de que o coração ao país natal na hora pesa mais Cano se recusou a ir com a camisa da Argentina no estádio.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No jogo, Cano foi com seu filho, que estava com a camisa da Argentina, mas com o centroavante usando uma camiseta preta normal. Devido ao episódio, algumas brincadeiras começaram pela internet, já que pelo Brasil jogavam André e Nino, companheiros de clube de Cano, além de Fernando Diniz, seu treinador no Fluminense, causando um episódio curioso.

Apesar do grande episódio, o jogador não tem tempo para descansar das emoções do superclássico, já que na noite desta quarta, no mesmo Maracanã, volta a jogar pelo Fluminense no Brasileirão. A equipe enfrenta o rival nacional São Paulo em um jogo que marca também a troca de faixas dos campeões da Copa do Brasil e da Libertadores em 2023.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo