DestaquesÚltimas Notícias do Fluminense

Cano dá declaração impactante sobre o Boca Juniors

Germán Cano, contratado no início de 2022, em seus dois anos de clube, já construiu uma forte identificação e idolatria dentro do Fluminense. Bicampeão carioca e campeão da Libertadores com o clube das três cores em 2023, Cano, em menos de 150 jogos, já se colocou como um dos maiores na longa e vitoriosa história centenária do clube Tricolor.

Vencendo a final da Libertadores em 2023, em uma decisão para lá de dramática diante do Boca Juniors, Germán Cano, autor do primeiro gol do clube na final, falou em entrevista ao portal GE sobre a sensação momentos antes e durante a final, que para o Flu representou o fim do longo jejum sem títulos da Libertadores e apagou a traumática final de 2008.

“Mesmo na final contra o Boca Juniors, estava muito tranquilo. Estava desfrutando porque não se sabe quando podemos disputar outra final de novo. Graças a Deus conseguimos essa taça que buscamos durante muito tempo” – revelou o atacante, que marcou gol em todas as partidas das quartas de final até a grande final.

Vale lembrar que Germán Cano, além de ter sido o grande artilheiro da competição continental, também venceu o prêmio de Rei da América pelos seus 40 gols ao longo de toda a temporada, consagrando-se como um dos grandes ídolos na história do clube Tricolor.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No confronto da grande final de 2023 contra o Boca Juniors, o argentino foi responsável por abrir o placar para o Flu no primeiro tempo, após passe de Keno. No entanto, na segunda etapa, o clube das Laranjeiras sofreu o empate com Advíncula. No segundo tempo da prorrogação, com outro passe de Keno, John Kennedy entrou e balançou as redes para dar o troféu ao Tricolor.

Germán Cano fala sobre a idolatria no Flu

Em uma entrevista recente, o argentino expressou sua surpresa com a rapidez com que tudo aconteceu dentro do Flu. Ele comparou sua trajetória, saindo sem custos do Vasco para se tornar campeão carioca em menos de seis meses no Flu, e destacou a semelhança com a identificação de ambos com o clube (ele e Fred), assim como o tamanho de suas respectivas contribuições.

“Quando cheguei aqui, não tinha ideia do que iria acontecer até agora. Foi tudo muito rápido, e eu não imaginava isso. Com o tempo, pensei na passagem do Fred. Ficar marcado na história do Fluminense é um orgulho muito grande. Estar no mesmo nível do Fred, que era um desafio quando cheguei aqui, é um momento especial”, afirmou o atacante Tricolor em entrevista ao GE.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo