Destaques

Após início tenebroso, Diniz rebaixa a Seleção Brasileira

O técnico da Seleção Brasileira e do Fluminense ao mesmo tempo, Fernando Diniz, surpreendeu negativamente em seu início com o Brasil. Inclusive, o seu começo pode ter sido o final, pois, segundo o contrato com a CBF, o treinador Tricolor tem contrato apenas para mais dois amistosos, abrindo espaço para a possibilidade de contratação de um estrangeiro, como Ancelotti.

Nos primeiros jogos, os torcedores, pelo menos, esperavam bons resultados do treinador, o que ocorreu, já que Diniz venceu com o Brasil a Bolívia e o Peru. No entanto, depois começou a derrocada da Seleção nas eliminatórias, onde colecionou um empate e três derrotas nas quatro rodadas seguintes.

Entre os péssimos resultados estão o empate em casa contra a Venezuela, algo que não ocorria desde 2009 nas eliminatórias, a derrota para o Uruguai, que não acontecia há mais de 15 anos, a derrota para a Colômbia e a derrota em casa para a Argentina, outros dois resultados que nunca haviam acontecido em toda a história da Seleção nas eliminatórias.

Fernando Diniz causa rebaixamento para a Seleção 

Devido aos péssimos resultados e à quebra de recordes negativos, não apenas na conta de Diniz, mas de todos os jogadores também, a Seleção Brasileira, que estava em 3º no ranking da FIFA das melhores seleções do mundo, foi rebaixada de posição, sendo ultrapassada pela Inglaterra e pela Bélgica no ranking geral.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Anteriormente, o Brasil sempre estava entre as três primeiras posições, alternando com Argentina e França no geral. No entanto, os péssimos resultados marcaram negativamente a Seleção, que caiu consideravelmente, e na próxima data FIFA (março), tentará se recuperar novamente.

Este é, inclusive, o pior desempenho desde agosto de 2016, quando apareceu em nono lugar e, na ocasião, estava fora dos classificados para a Copa do Mundo de 2018. Embora esteja dentro dos classificados para 2026, isso só ocorre pelo aumento do número de vagas. Caso não fosse o aumento, o Brasil estaria fora, já que ocupa a 6ª posição com sete pontos. Abaixo, confira o top 10 de seleções no ranking da FIFA:

  1. Argentina: 1855,2 pontos
  2. França: 1845,44 pontos
  3. Inglaterra: 1800,05 pontos
  4. Bélgica: 1798,46 pontos
  5. Brasil: 1784,09 pontos
  6. Holanda: 1745,48 pontos
  7. Portugal: 1745,06 pontos
  8. Espanha: 1732,64 pontos
  9. Itália: 1718,82 pontos
  10. Croácia: 1717,57 pontos

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo